Ritmo do Crescimento na Infância e na Adolescência

   Algumas crianças podem apresentar velocidade de maturação em um ritmo mais acelerada que outras (precoce) ou mais lenta (tardia) (Guedes & Guedes, 1997; Matsudo, 1991). Segundo Gallahue (1989), a idade cronológica é a idade determinada pela diferença entre um dado dia e o dia do nascimento do individuo, basicamente a idade registrada nos documentos e refere-se ao numero de anos contados apartir do nascimento. Gallahue (1989), ainda apresenta a seguinte classificação para a idade cronológica: vida pré-natal (concepção a oito semanas de nascimento); primeira infância (um mês a 24 meses do nascimento); segunda infância (24 meses a 10 anos); adolescência (10-11 anos a 20 anos); adulto jovem (20 a 40 anos); adulto de meia idade (40 a 60 anos) e  adulto mais velho (acima de 60 anos) (Filho & Tourinho, 1998).

   A idade biológica, por outro lado, corresponde a idade determinada pelo nível de maturação dos diversos órgãos que compõem o homem (Araujo, 1985).

   Tanner (1978) faz distinção entre os efeitos da nutrição sobre o ritmo do crescimento, sobre o tamanho final, sobre a forma e sobre a composição do tecido. A má nutrição crônica durante a maior parte ou durante toda a infância resultará em adultos menores. Já que o crescimento ponderal na infância segue o curso geral de crescimento em altura, os pediatras confiam no ganho de peso como evidencia de nutrição adequada (Eckert, 1993).

   Subordinados que são da incorporação de nutrientes ao organismo, o crescimento e o desenvolvimento, características fundamentais da criança, são, conseqüentemente, altamente dependentes do preenchimento de suas necessidades nutritivas (Alcântara, 1975). O crescimento requer energia, estimada em 5,0 kcal para cada grama de peso corpóreo ganho, sendo destinado a esse processo de um quarto a um terço do total energético ingerido nos primeiros meses de vida. Como o crescimento não é uniforme durante toda a infância, sendo mais intenso nos dois primeiros anos de vida e na adolescência, é nessas duas faixas etárias que ocorrem, mais freqüentemente, distúrbios da nutrição (Alcântara, 1978).

   A ingestão de energia em quantidades abaixo das necessidades da criança acarreta uma redução na taxa de crescimento, pois existe intercorrelação entre energia e equilíbrio de nitrogênio. Quando a ingestão de energia é insuficiente, parte da proteína dietética será utilizada para fornecer energia. O aumento de proteínas, sem aumentar energia, ou aumento de energia, sem proteínas, não restabelece o crescimento normal das crianças (Marcondes, 1978).

   De acordo com Gallahue (1989), o período de tempo que compõe a adolescência é afetado pelo aspecto biológico e cultural: pelo biológico, no momento em que o fim da infância é marcado pelo inicio da maturação sexual; pelo cultural, na medida em que o fim da adolescência e o inicio da fase adulta são marcados pela independência emocional e financeira da família.

O inicio da adolescência é marcado por um período de aumento acelerado no peso e na estatura (Gallahue, 1989).

   O ganho de altura durante a adolescência equivale a 20 ou 25% da altura final do adulto e resulta da aceleração do crescimento por um período de 24 a 36 meses. Esse crescimento ocorre geralmente 2 anos mais cedo e em menor intensidade no sexo feminino. A idade em que esse processo é ocorrido é de 9,5 e 14,5 anos nas meninas e entre 10,5 e 16 anos nos meninos, com um pico Maximo de crescimento ao redor de 12 a 14 anos para ambos os sexos (Colli, 1975).

   O aumento de peso na adolescência passa, assim como a altura, por uma fase de aceleração e posterior desaceleração. Esse aumento de peso ocorre um ano e meio mais cedo e em menor intensidade no sexo feminino, a velocidade máxima de ganho de peso nas meninas ocorre geralmente 6 meses após o pico de crescimento estatural, enquanto que no sexo masculino geralmente os dois picos ( aumento de peso e altura) coincidem (Colli, 1975).

   A presença de maior quantidade de gordura no sexo femino parece estar relacionada com a ocorrência da menarca e o estabelecimento de ciclos menstruais regulares (Colli, 1975).

   O inicio da puberdade é geralmente denominado pubescência, que é o período mais precoce da adolescência. Durante a pubescência, características sexuais secundarias começam a aparecer, como a maturação dos órgãos sexuais e mudanças no sistema endócrino, iniciando-se o estirão de crescimento pré-adolescente (Gallahue, 1989).

   O desenvolvimento sexual na adolescência abrange transformações dos genitais internos e externos, sendo o aparecimento dos caracteres sexuais secundários o evento mais marcante dessas modificações (Colli, 1975). Existe uma variação normal ampla da idade de inicio e do tempo de progressão da maturação sexual, assim, quanto que o jovem de 14 anos pode já apresentar maturação sexual completa, um outro adolescente da mesma idade pode estar nas fases iniciais do processo e ambos são considerados normais (Colli, 1975).

Referências Bibliográficas

ARAÚJO, C.G.S. Fundamentos Biológicos: Medicina Desportiva, Rio de Janeiro, Ao Livro Técnico, 1985.

ALCANTARA, P. ET AL – Pediatria Básica. 5º Ed. São Paulo, Sarvier, 1975.

COLLI, A. S. Modelo para Atendimento de adolescentes. J. Pediat. (Rio) 40: 329, 1975.

ECKERT, Helen M. Desenvolvimento Motor, São Paulo: Manole, 1993.

FILHO, Hugo Tourinho & TOURINHO, Lilian Simone Pereira Ribeiro. Crianças, Adolescentes e Atividade Física: Aspectos Maturacionais e Funcionais, Ver. Paul. Educ. Fís., São Paulo, 12(1): 71-84, jan./jun. 1998.

GALLAHUE, D. L. Understanding Motor Development: infants, children, adolescents. Indiana, Benchmark, 1989.

GUEDES, D.P.; GUEDES, J.E.R.P. Influência da Prática da atividade física em crianças e adolescentes: Uma abordagem morfológica e funcional. Revista da Associação dos Professores de Educação Física de Londrina, v.10, n.17, p.3-25, 1995.

MARCONDES, Eduardo. Pediatria Básica, 6º Ed. São Paulo, Sarvier, 1978.

TANNER, J.M. Foetus into man. Cabridge, Mass.: Harvard University Press, 1978. 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: